10/02/2014 09h13 - Atualizado em 10/02/2014 09h13

Polícia registra mais um homicídio em Três Lagoas, onde o sobrinho matou o tio asfixiado

 
 
Quando a Polícia chegou, Ostiano já estava morto: Foto Minuto MS Quando a Polícia chegou, Ostiano já estava morto: Foto Minuto MS

Mais um crime foi registrado no município de Três Lagoas, que paga um alto preço pelo desenvolvimento. Desta feita o homicídio foi registrado na Rua Egídio Thomé, no bairro Vista Alegre.

Informações indicam que, a vítima identificada como Ostiano Pires Ferreira estaria sentado na frente da casa, na companhia de um sobrinho e a mulher dele e em certo momento, começaram a discutir

Após alguns minutos, o idoso, que era vendedor de minhocas e bastante conhecido na região foi encontrado caído no interior do imóvel com sinais de violência.

A Polícia Militar e o Samu foram acionados constatando que Ferreira já estava morto. A Perícia Técnica da Polícia Civil também esteve no local, encaminhando o corpo dele ao Instituto Médico Legal (IML) da cidade.

Conforme a polícia, o principal suspeito de ter cometido o crime seria o sobrinho de Ferreira, Rafael Araújo Pereira, de 29 anos.

O rapaz seria usuário de drogas e constantemente vinha ameaçando o tio. Diligências foram realizadas e o acusado foi preso na madrugada desta segunda-feira (10).

Pereira foi preso no Bairro Jardim Alvorada, durante patrulhamento de rotina realizado pela Polícia Militar. Segundo o boletim de ocorrência, durante as rondas, os militares avistaram a namorada do autor, Nadia Oliveira Soares, trafegando pela Avenida Ponta Porã.

Após o flagrante, os militares intensificaram as varreduras pela região, encontrando Pereira escondido em um terreno baldio. Durante a abordagem, ele teria confessado o homicídio, relatando que o asfixiou com as próprias mãos até a morte.

Diante dos fatos, Pereira foi detido e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, onde foi autuado em flagrante por homicídio doloso.

Essa não foi a primeira vez que tio e sobrinho se desentenderam. Ano passado Rafael Araújo foi acusado de ter incendiado a casa onde o tio morava, de onde levou um aparelho de televisão.

Na ocasião, descoberto por populares, Rafael acabou fugindo e abandonou o produto do roubo.

Por: Gilson Giordano

Envie seu Comentário

Editorias

Brasil & Mundo
Política
Esportes
Rural
Policial
Economia
Tecnologia
Artigos
Saúde

Municípios

Água Clara
Aral Moreira
Bataguassu
Brasilândia
Campo Grande
Chapadão do Sul
Corumbá
Dourados
Nova Alvorada do Sul
Ponta Porã
Ribas do Rio Pardo
Santa Rita do Pardo
Três Lagoas

Colunistas

Bastidores Políticos
Digestivo Cultural
Palavras
Se me deixam falar
Crônica

Mais

Concursos&Empregos
Cultura
Educação
Entretenimento
Eventos
Festas
Trânsito
Ultimas Notícias

Sobre Nós

Expediente
Anuncie
Contato