Polícia registra mais um homicídio em Três Lagoas

10/02/2014 09h13 - Atualizado em 10/02/2014 09h13

Polícia registra mais um homicídio em Três Lagoas, onde o sobrinho matou o tio asfixiado

 
 
Quando a Polícia chegou, Ostiano já estava morto: Foto Minuto MS Quando a Polícia chegou, Ostiano já estava morto: Foto Minuto MS

Mais um crime foi registrado no município de Três Lagoas, que paga um alto preço pelo desenvolvimento. Desta feita o homicídio foi registrado na Rua Egídio Thomé, no bairro Vista Alegre.

Informações indicam que, a vítima identificada como Ostiano Pires Ferreira estaria sentado na frente da casa, na companhia de um sobrinho e a mulher dele e em certo momento, começaram a discutir

Após alguns minutos, o idoso, que era vendedor de minhocas e bastante conhecido na região foi encontrado caído no interior do imóvel com sinais de violência.

A Polícia Militar e o Samu foram acionados constatando que Ferreira já estava morto. A Perícia Técnica da Polícia Civil também esteve no local, encaminhando o corpo dele ao Instituto Médico Legal (IML) da cidade.

Conforme a polícia, o principal suspeito de ter cometido o crime seria o sobrinho de Ferreira, Rafael Araújo Pereira, de 29 anos.

O rapaz seria usuário de drogas e constantemente vinha ameaçando o tio. Diligências foram realizadas e o acusado foi preso na madrugada desta segunda-feira (10).

Pereira foi preso no Bairro Jardim Alvorada, durante patrulhamento de rotina realizado pela Polícia Militar. Segundo o boletim de ocorrência, durante as rondas, os militares avistaram a namorada do autor, Nadia Oliveira Soares, trafegando pela Avenida Ponta Porã.

Após o flagrante, os militares intensificaram as varreduras pela região, encontrando Pereira escondido em um terreno baldio. Durante a abordagem, ele teria confessado o homicídio, relatando que o asfixiou com as próprias mãos até a morte.

Diante dos fatos, Pereira foi detido e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, onde foi autuado em flagrante por homicídio doloso.

Essa não foi a primeira vez que tio e sobrinho se desentenderam. Ano passado Rafael Araújo foi acusado de ter incendiado a casa onde o tio morava, de onde levou um aparelho de televisão.

Na ocasião, descoberto por populares, Rafael acabou fugindo e abandonou o produto do roubo.

Por: Gilson Giordano

Envie seu Comentário