Grávida, adolescente de 13 anos é espancada por membros do PCC

Segundo polícia, suspeita é de que seja acerto de contas


 
PM foi ao local do cativeiro onde encontrou a vítima que passaria pelo tribunal do crime - Régis Pereira / Sidrolandia News PM foi ao local do cativeiro onde encontrou a vítima que passaria pelo tribunal do crime - Régis Pereira / Sidrolandia News

Uma adolescente grávida de 13 anos foi brutalmente espancada por possíveis membros do PCC (Facção criminosa que controla o tráfico de drogas e armas nas fronteiras do Estado com Paraguai e Bolívia) no último domingo (6), em Sidrolândia. As informações são do portal 'Sidrolândia News'.

Segundo o site, a garota foli encontrada em uma construção inacabada, caída no chão, com as vestes rasgadas, rosto machucado, escoriações por todo o corpo e se queixando de muitas dores abdominais.

Socorrida consciente a um hospital da cidade, a adolescente relatou que havia sido espancada com socos e chutes na face, peito e barriga por um grupo formado por três homens e uma mulher.

Ainda em seu depoimento, alegou que apanhou depois de ter sido acusada por lideranças locais do PCC de ser 'X-9', gíria usada no meio da criminalidade para descrever quem entrega outros bandidos à polícia, além de estar praticando furtos em bairros periféricos da cidade.

A garota foi mantida no local em uma espécie de tribunal do crime, onde foi impedida de sair da casa. Vizinhos que escutaram os gritos de socorro foram ameaçados caso ajudassem a jovem. O grupo só não teria a matado porque a viatura da Polícia Miliar chegou, após ser acionada pelo telefone 190.

A Polícia Civil agora investiga o caso. Nenhum suspeito havia sido sequer identificado até a publicação desta reportagem.

**07/01/2019 - Correio do Estado

Envie seu Comentário