VÍDEO: consumidor flagra larvas no salgado comprado no Extra de Campo Grande

Empresa lamentou e disse que descartou produtos após o flagra


 
As larvas foram encontradas dentro do primeiro, foram comprados dois salgados: um croissant e um pão de pizza. As larvas foram encontradas dentro do primeiro, foram comprados dois salgados: um croissant e um pão de pizza.

Um professor de Campo Grande encontrou larvas dentro de um salgado comprado no Hipermercado Extra, da Rua Maracaju, em Campo Grande. Ele fez um vídeo mostrando a situação que ocorreu no último domingo (18). Pelas imagens é possível ver várias larvas vivas dentro do embutido que recheia o alimento.

Conforme o professor Thiago Gomes Ricci, foram comprados dois salgados: um croissant e um pão de pizza. As larvas foram encontradas dentro do primeiro. Ele guardou a nota fiscal e já fez uma reclamação à empresa, mas decidiu divulgar a situação "para alertar outros consumidores".

O consumidor chegou a morder o croissant e, possivelmente, ingerir larvas. Por isso, vai entrar na Justiça e também acionar o Procon (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor). Como proceder nestes casos

O Procon já explicou ao Jornal Midiamax como proceder em casos como este:

1 – O cliente precisa procurar o fornecedor do produto. O Código de Defesa do Consumidor cita que a pessoa deve receber o dinheiro de volta.

2 – Se a pessoa procurou o fornecedor e não conseguiu, deve procurar o Procon ou/e a Vigilância Sanitária. Se comprovado o 'descuido', o fornecedor pode ter as atividades suspensas.

3 – O consumidor também pode acionar civilmente ou criminalmente a empresa. O fornecedor pode ser condenado a indenizar o consumidor por danos morais e danos materiais. Em Campo Grande, o Procon funciona na Rua 13 de Junho, 930, Centro. O consumidor também pode entrar em contato pelo disque-denúncia 151, ou pelo telefone (67) 3316-9800.

O que diz o Extra

O Jornal Midiamax entrou em contato com o Grupo Pão de Açúcar – dono do Extra- que encaminhou nota esclarecendo a situação. Leia na íntegra:

A loja informa que todos os produtos fabricados nas padarias das lojas seguem as determinações da legislação sanitária vigente e que o fato apontado não condiz com o padrão exigido pela companhia.

Tão logo foi procurada pelo cliente, a loja realizou o ressarcimento do valor pago e descartou todos os produtos similares da área de vendas. A loja lamenta qualquer inconveniente e informa ainda que está apurando internamente as causas do ocorrido para tomar as demais medidas necessárias.

19/02/2018 18h53 - Fonte: Midia Max - Wendy Tonhati

Envie seu Comentário