Deputado troca sessão na Assembleia Legislativa por tour de 9 dias em Israel

Onevan de Matos embarcou nesta quarta-feira com grupo que seguiu para São Paulo e, de lá, embarcaria para a Terra Santa


 
Onevan ao telefone, já no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, com grupo que saiu de Campo Grande.
Onevan ao telefone, já no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, com grupo que saiu de Campo Grande.

Vestido com camiseta de turista e em meio a um grupo animado com a viagem prestes a começar, o deputado estadual Onevan de Matos (PSDB) embarcou hoje, por volta das 15h, para excursão à Terra Santa, com direito a peregrinação por Jerusalém, Mar Morto e Nazaré. O passeio deve durar 9 dias, o que significa ausência na Assembleia Legislativa nas próximas 4 sessões plenárias.

Na tarde desta quarta-feira (20), ele saiu do Aeroporto Internacional de Campo Grande com grupo de 52 fiéis da Paróquia São José, rumo a Israel, ao lado, inclusive, do padre Antônio Ribeiro Leandro. A viagem foi organizada por uma empresa especializada em peregrinações religiosas e não tem relação com o trabalho parlamentar, embora ocorra em meio ao expediente regular.

A Assembleia terá sessão amanhã, na terça, quarta e quinta-feira da próxima semana. Depois chega o Carnaval, com mais feriadão na agenda de Onevan.

Contatado por telefone o deputado disse que não estava conseguindo etender as perguntas e em seguida desligou o celular. A assessoria do deputado estadual informou não ter informação sobre qualquer viagem de Onevan, ao exterior ou mesmo para fora de Mato Grosso do Sul. Na manhã desta quarta, o deputado trabalhou normalmente na Assembleia, inclusive, exibindo fotos de reuniões com lideranças do interior em seu gabinete.

Procurada, a assessoria do Legislativo não confirmou se Onevan apresentou pedido de afastamento à Mesa Diretora ou se terá desconto dos dias ausentes no salário de quase R$ 30 mil.

Onevan é um dos deputados mais longevos da Assembleia Legislativa. Natural de Frutal (MG), foi vereador de Jales (SP) por dois mandatos. Em Mato Grosso do Sul desde 1975, elegeu-se deputado estadual constituinte três anos depois, reelegendo-se em 1983 e 1987 –no ano seguinte, elegeu-se prefeito de Naviraí e renunciou ao cargo parlamentar.

Voltou à Assembleia em 1998 pela quarta vez e, desde então, renovou seus mandatos. Em 2018, com 30,1 mil votos, foi o quinto deputado estadual mais votado.

**20/02/2019 - CG. News

Envie seu Comentário