Chocados, amigos e familiares lamentam morte brutal de estudante de medicina

Erika foi encontrada morta dentro de um quarto por uma amiga com quem dividia a casa; namorado é o principal suspeito


 
Foto: Reprodução/Facebook Foto: Reprodução/Facebook

Amigos e familiares da estudante de medicina Erika de Lima Corte, 29 anos, executada com mais de 16 golpes de faca na madrugada desta segunda-feira (20), lamentam a morte da jovem nas redes sociais e relataram a dificuldade de acreditar no crime. ''Alguém me diga que não é verdade. Amiga não posso acreditar que se foi'', escreveu uma amiga de Erika.

Erika foi encontrada morta dentro do quarto da casa onde morava, com uma facada no peito, uma no pescoço e mais de 16 pequenas perfurações pelo corpo, o que indica que a mulher foi torturada.

''Oh, minha menina levada, minha princesa, como apagar essa dor? Como não sentir tudo isso agora??? Deus, diz que é mentira, te vi crescer, minha vizinha linda, como alguém tem coragem de fazer isso???'', escreveu uma vizinha da estudante.

 
Erika de Lima Corte, 29 anos, foi assassinada com golpes de faca no peito, no pescoço e 16 pequenas perfurações. Erika de Lima Corte, 29 anos, foi assassinada com golpes de faca no peito, no pescoço e 16 pequenas perfurações.

Uma das amigas da estudante destaca que os homens se sentem donos das mulheres e cometem crimes bárbaros. ''Acordar com uma notícia assim é estar dentro de um pesadelo sem fim. Hoje mais uma mulher linda, jovem, guerreira, alegre, com um futuro brilhante pela frente, foi brutalmente assassinada. Que sociedade é essa? Onde vamos parar? A encontrei poucos dias, conversamos sobre o quanto ela estava feliz, realizada por estar cursando o tão sonhado curso de Medicina. Enfim, homens estão matando mulheres por pensarem e agirem como donos das mesmas. Meu coração está em Luto por uma amiga, por mulheres que são vítimas todos os dias desses bárbaros. Sou mãe de uma menina, e meu coração já sangra ao pensar que ela está crescendo, como protegê-la de monstros assim? #VáemPazMinhaAmiga #SenhorDêConfortoàTodos #AindaNãoAcredito Seu abraço será guardado para sempre. Menina do sorriso Lindo'', escreveu a jovem.

O caso

A estudante de medicina Erika de Lima Corte, 29 anos, foi assassinada na madrugada desta segunda-feira (20), com golpes de faca no peito, no pescoço e 16 pequenas perfurações.

O crime ocorreu dentro de uma residência na rua 15 de Agosto, no bairro Bernardino Caballero, em Pedro Juan Cabellero, fronteira com Ponta Porã.

Segundo o site Porã News, uma companheira de quarto da vítima acionou a polícia após encontrar Erika sem sinais vitais no imóvel.

A polícia acredita que a vítima teria sido torturada pelo autor do crime e não descarta violência sexual. O assassino levou a arma do crime e o celular da vítima.

**20/08/2018 - Fonte: Topmídia News

Envie seu Comentário