Audiência pública: Bullying e automutilação em debate

Vereadores propõem reunião para que o aumento de casos seja debatido


 
A audiência é aberta ao público e ocorrerá no Plenário da Casa de Leis. A audiência é aberta ao público e ocorrerá no Plenário da Casa de Leis.

No próximo dia 18 de abril, ocorrerá na Câmara Municipal de Três Lagoas, a audiência publica: Bullying e automutilação, a partir das 18h30. O objetivo é promover um debate com famílias e profissionais sobre a questão.

A audiência foi proposta pelos vereadores André Bittencourt e Marcus Bazé, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação. Profissionais da educação e da saúde querem chamar atenção para os dois assuntos e contam com apoio das autoridades municipais.

Os vereadores André Bittencourt e Marcus Bazé , também são autores da lei municipal que visa ações de políticas antibullying nas escolas públicas e privadas de Três Lagoas.

A automutilação é uma das consequências do bullying, mas não é o único motivo. Segundo o grupo, as causas são diversas, como: conflito familiar, depressão, sentimentos oprimidos, abuso sexual e outros.

O levantamento e o alerta sobre os casos de automutilação foram feitos pelo Conselho Municipal de Saúde a Diretoria Pedagógica, da Secretaria Municipal de Educação. Dados demonstram que saltou de 27 casos, em 2015, para 123 casos, em 2017.

A audiência é aberta ao público e ocorrerá no Plenário da Casa de Leis.

Fonte: Assessoria de Imprensa Cmtls

Envie seu Comentário