Governador sanciona lei para reajuste salarial de servidores do TCE e Defensoria

Sanção foi publicada na edição de hoje (13) do Diário Oficial do Estado


 
Os servidores do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que receberam 3,04% de reajuste, terão aumento salarial de acordo com cada cargo. - Foto: Correio do Estado/Arquivo Os servidores do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que receberam 3,04% de reajuste, terão aumento salarial de acordo com cada cargo. - Foto: Correio do Estado/Arquivo

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) sancionou duas leis para reajuste no salário dos servidores da Defensoria Pública, Tribunal de Contas e Ministério Público de contas. A sanção foi publicada na edição de hoje (13) do Diário Oficial do Estado (DOE).

De acordo com a publicação, o reajuste para servidores administrativos da Defensoria Pública é de 2,76% a contar a partir de 1° de maio. Dessa forma, Analistas que recebem atualmente R$ 11.611,81 deverão receber a partir do mês que vem, R$ 11.932,29.

Os servidores do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que receberam 3,04% de reajuste, terão aumento salarial que o resultado diferencia de acordo com cada cargo. Auditores Estaduais de controle externo por exemplo que recebem R$23.707,10, receberão R$ 24.427,79 além do retroativo do mês de maio, mês em que a lei entrou em vigência.

Para funcionários do Ministério Público de Contas, cargo de Secretário Geral que hoje recebe R$ 17.509,67 o valor foi ajustado para R$ 18.041,96.

**13/07/2018 - *Fonte: Correio do Estado

Envie seu Comentário