Com a casa em ordem, Reinaldo Azambuja garante uma nova gestão ainda mais eficiente


 
Reinaldo: Reinaldo: "nosso compromisso é com a sociedade". Foto: Edemir Rodrigues

Campo Grande (MS) – Com uma das menores estruturas administrativas e equilíbrio financeiro dentre as unidades federativas, Mato Grosso do Sul terá no segundo mandato do governador Reinaldo Azambuja um salto em qualidade e eficiência na educação e saúde e o enfrentamento à criminalidade, principalmente na fronteira, numa ação de segurança pública integrada com o governo federal. A infraestrutura também terá um olhar diferenciado.

Ao elencar as prioridades em seu próximo governo, que começou neste 1º de janeiro de 2019, Reinaldo Azambuja recordou os desafios que enfrentou há quatro anos ao herdar uma administração pesada e contestada na Justiça, com mais de 200 obras inacabadas. Disse que foi preciso promover uma ampla reforma da "máquina" e tomar medidas antipopulares para manter os salários em dia e os investimentos num período de forte crise econômica do País.

Gestão com eficiência

"Com a casa em ordem", segundo o governador, a meta no segundo governo é buscar a eficiência da gestão com foco na melhoria dos serviços que refletem diretamente na vida e no futuro das pessoas, como a saúde, a educação e a segurança pública. "Nosso compromisso é com a sociedade, e estas são as metas assumidas com a população em 2018", frisou. "Criamos um cenário favorável e o Estado está pronto para crescer e gerar qualidade de vida", apontou.

Na gestão 2015-2018, o governo de Reinaldo Azambuja concluiu as obras inacabadas e investiu em todos os 79 municípios. A reforma da previdência social e a renegociação da dívida com a União foram medidas cruciais para reduzir os impactos e distorções nas contas do Estado. A realização da Caravana da Saúde, maior programa em saúde pública, e o pagamento do melhor salário para o professor, são políticas implementadas de valorização do cidadão.

"Vamos continuar entregando cada vez mais políticas públicas, melhorando o atendimento em todas as áreas do governo", declarou o governador. No setor da saúde, Reinaldo tem como meta concluir a estruturação dos polos regionais, com hospitais e a rede pública funcionando em todo Estado. Na segurança, o objetivo é dar continuidade a ações de blindagem da fronteira, em parceria com a União, e trabalhar pela redução dos crimes, já registrada em 2018.

Geração de empregos

Na Infraestrutura, Reinaldo Azambuja tem como meta a manutenção de investimentos nos setores de saneamento e habitação, universalizando o esgotamento sanitário e reduzindo o déficit crescente de moradia. Também anunciou um grande programa de obras estruturantes e projetos de integração logística transcontinental, como as rotas bioceânicas, consideradas fundamentais para o desenvolvimento e competitividade de Mato Grosso do Sul.

Além das ações prioritárias, o governador quer maior empenho da nova gestão na geração de emprego para dois segmentos: jovens e mulheres vítimas da violência. Pretende criar mecanismos para motivar o empresariado a dar oportunidade de trabalho ao jovem e à mulher, criando um ambiente para que esta conquiste sua independência financeira. "Com isso, a mulher não precisará se sujeitar a ficar dentro do lar, onde sofre todo tipo de violência", disse.

Sílvio Andrade – Subcom)

Envie seu Comentário