"Ressaca da eleição": sessão da Assembleia tem choro e despedidas

Por mais de 30 anos no cargo de deputado estadual, Picarelli se emocionou enquanto se despedia e agradecia os votos recebidos.


 
Picarelli permaneceu no cargo de deputado estadual por oito mandatos (Foto:Divulgação/ALMS )
Picarelli permaneceu no cargo de deputado estadual por oito mandatos (Foto:Divulgação/ALMS )

A primeira sessão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul após o primeiro turno das eleições foi de despedida. Teve de agradecimentos dos deputados estaduais que conseguiram se reeleger até choro de quem não alcançou a quantidade de votos.

Dos 24 deputados estaduais, 13 conseguiram se reeleger. Pela primeira vez em 27 anos todas as cadeiras serão ocupadas por homens.

Choro - Por mais de 30 anos o deputado estadual Maurício Picarelli (PSDB) esteve no mandato. Foram 8 no total, mas dessa vez não atingiu a quantidade de votos necessária para se reeleger. Nesta terça-feira (9) durante sessão na Casa de Leis ele afirmou que cumpriu com seus deveres e que ninguém se esquecerá de seus trabalhos. "Ninguém faz lei para prejudicar ninguém, pelo contrário", conclui.

Durante discurso o deputado se emocionou e disse que o choro é de emoção pelos anos trabalhos em função da população. "Quero agradecer as pessoas humildes e queridas que honraram o Picarelli com seus votos. Não foi suficiente, mas também não foi decepcionante. Quero agradecer também a Deus e a minha esposa", afirmou.

Também do PSDB, Mara Caseiro não foi reeleita nessas eleições. Ela agradeceu aos eleitores, principalmente os de sua cidade Eldorado, o qual teria correspondido a 40% de seus votos. Ela ainda garantiu que vai continuar trabalhando até o último dia de seu mandato. "Vou continuar aqui até o último dia cumprindo com meu dever. Não vou deixar de defender as mulheres, os jovens e as nossas crianças", concluiu, desejando sucesso aos novos deputados eleitos.

Reeleito com 24.593 votos, Professor Rinaldo (PSDB) além de agradecer pelos votos recebidos, fez discurso para cada parlamentar que não conseguiu se reeleger. "Quero deixar registrado minha sincera gratidão, ao mesmo tempo recai sobre nós a responsabilidade de estar no 4º mandato e dignificar cada voto recebido. Vou retribuir com trabalho, dedicação e companheirismo".

O deputado ainda prestou solidariedade aos amigos que fazem os últimos trabalhos pelo estado e lamentou a cultura da população não participar da política. "Me entristece essa cultura. As vésperas da eleição havia gente perguntando quem eram os candidatos a prefeito. A população deve participar mais, conhecer mais, se informar mais.".

Ambos parabenizaram os novos deputados, os que foram reeleitos e o governador Reinaldo Azambuja.

Campo Grande News

Envie seu Comentário