Frente fria deve provocar queda de temperatura em MS, mas chuva só no sul e sudoeste, prevê meteorologia

Em Campo Grande, onde não chove há 42 dias, deve persistir a estiagem, conforme o meteorologista Natálio Abraão.


 
Meteorologia prevê que estiagem deve continuar em Campo Grande no mês de agosto Meteorologia prevê que estiagem deve continuar em Campo Grande no mês de agosto

Uma frente fria está chegando a Mato Grosso do Sul e deve provocar entre está quarta e quinta-feira (2 e 3) uma queda significativa nas temperaturas em várias regiões e trazer chuvas para o sul e o sudoeste. No restante do estado, segundo prognóstico do meteorologista Natálio Abraão, a estiagem deve continuar.

"Hoje essas nuvens que estamos vendo no céu de Campo Grande indicam que a frente fria está avançando e deve chegar ao sul do estado até amanhã. Vai ter melhoria da umidade, aumento de nuvens, mas as chances de chuva na capital sul-mato-grossense, que já enfrenta 42 dias de estiagem são mínimas, assim como como no leste, nordeste e norte do estado. Onde deve chover então? Principalmente em Dourados, Ponta Porã, Amambai e em cidades do extremo sul, mas também com pouco volume", explicou Abraão.

Abraão alerta ainda que a estiagem em Campo Grande e em outras regiões do estado deve continuar ao longo de todo o mês de agosto. "As perspectivas não são boas para chuva. Não esperamos melhoria com relação a volume significativo de chuva, a não ser no extremo sul do estado, que deve ter um incremento de 20% a 30%, principalmente na região entre Naviraí e Amambai e entre Sete Quedas e Mundo Novo. Nas demais regiões, a estiagem persiste e junto com ela a baixa umidade relativa do ar", explica.

01/08/2017 18h21 - G1

Envie seu Comentário